segunda-feira, 27 de julho de 2009

EDUARDO MESQUITA - O INIMIGO DO REI






Eduardo Mesquita é responsável por um dos melhores blogs do Brasil, sobre música independente, O Grito do Inimigo (http://www.ogritodoinimigo.com/). Conheça mais o que pensa "O Inimigo do Rei".


O que você poderia destacar da música independente nacional atualmente?

Se formos falar de bandas pelo país, isso vai levar tempo demais. Todos os dias surgem grandes nomes, promessas certas e inúmeros projetos que tem tudo para ser um divisor de águas ou coisa parecida. Mas pela quantidade gigantesca desses mesmos nomes eu deveria me limitar à comentar o que tenho visto aqui na terrinha pequizenta, e isso também não é muito; mas meu juízo é curto então deixa falar do que ando vendo. Ando acompanhando o rock meio de longe, por causa da minha recente paternidade, voltando aos poucos e buscando me situar. Ultimamente ouvi uma banda muito legal aqui em Goiânia que é o Girlie Hell - http://www.girliehell.com http://www.myspace.com/girliehelll - uma banda de gurias que consegue dosar som dançante, barulho rasgado e meninas bonitas. Uma receita ótima! O Filomedusa - http://www.myspace.com/filomedusa - do Acre, veio aqui em GoiâniaTown por causa do Bananada e deixou a goianada com a boca arreganhada, novamente com a competência fudidíssima do Saulinho e a malícia maldosa da Carol. O Black Drawing Chalks - http://www.myspace.com/blackdrawingchalks - anda viajando o mundo todo graças à sua competência, então é algo a ser notado como um brilho no horizonte. O Boddah diCiro - http://www.myspace.com/boddahdiciroboddahdiciro - é uma das minhas bandas favoritas hoje em dia, são de Tocantins e fazem um grunge inteligentíssimo.
Aqui em Goiânia andam surgindo bandas pesadas bastante interessantes, no rastro do Mugo - http://www.myspace.com/mugobr - surgiram coisas bem legais, como o Sattva, por exemplo. Mas meu espectro é muito limitado, não há dúvida disso, e eu preciso reconhecer que meu afastamento limitou muito meu contato. Continuo recebendo material de bandas do país inteiro, me mandam Cd´s, me mandam links de myspace, mas o tempo anda curtíssimo e eu preciso escolher com cuidado o que vou dedicar atenção. Mas quer uma dica de Cd fuderoso lançado recentemente? "Rock´n roll é bom pra mim" dos fabulosos Shakemakers, daqui de GoiâniaTown, que eu ando ouvindo sem parar dentro do carro. Rock puro e safado, da melhor forma.
Mas em termos de organização o que vejo é mais do mesmo. Da minha janela estreita e pequenininha eu vejo os mesmo brigões ralando pra fazer o que acreditam e tomando pedrada de quem discorda e gosta de detonar. Isso parece não mudar. Mas os cães ladram e a caravana vai embora, isso também não muda, felizmente.

O blog "O Grito do Inimigo" é um dos mais conhecidos, para quem é interessado, por música independente no Brasil. Como é a repercussão do blog?

É mesmo um dos mais conhecidos?? Putz, eu não sabia disso. Vou até atualizar com mais frequência então. hahahahahahaha.
Cara, eu tenho um público leitor bem particular e pitoresco. Poucos comentam no blog, mas muitos me mandam emails. Acho que eu criei um canal mais particular de contato com meus leitores, o que me dá uma satisfação grande, mas quase onanista. Ultimamente eu venho monitorando com mais cuidado meus pageviews e venho descobrindo que sou lido no mundo inteiro, já tive acessos de gente da Europa, Oceania, Américas todas e isso é bem legal. Mesmo que o cara tenha caído sem querer na página e nem parado pra ler, mas geram alguns contatos interessantes. Essa conectividade e acessibilidade gerada pela tecnologia é o mais gostoso de tudo isso.
Agora em todos os festivais que eu ando participando tenho recebido comentários muito generosos sobre o blog, gente que lê, que cobra mais assiduidade da minha parte e gente que até tem o blog na lista de favoritos! Eu piro pra isso, realmente, porque nunca foi algo planejado pra repercutir assim. Para quem está aqui e ainda não conhece o site inimigo, vá até o http://www.ogritodoinimigo.com/ e faça uma avaliação. A casa está sempre limpinha.

O que você poderia destacar do rock independente no Pará?

Sou fã e pago pau pros meus amigos do Madame Saatan. Então de saída eu tenho que enaltecer esses quatro figuríssimas, porque além de ser uma banda fantástica, pesada, musical, profissa até o talo, eles também são pessoas sensacionais. Além deles eu ouço muito o Jolly Joker, com seu rock machista, canalha e autêntico. Ou seja, rock de verdade, né? hahahahahahhaahhaha
Gosto de La Pupuña pela riqueza, criatividade e diversidade. Mas destaco o Belrock e o Se Rasgum como realmente vozes firmes e poderozzas do que acontece e se produz na terra das mangueiras. Legal ver que a cadeia produtiva está bem atendida por aí, com gente escrevendo, gente fotografando, gente produzindo, gente tocando, isso faz o cozido ficar gostoso!

Quais são os teus próximos projetos?

Esse ano vai devagar nessa área, mas o SANGUE SECO - www.myspace.com/sangueseco - banda que sou vocalista, pretende fazer um trabalho mais dedicado de divulgação, estamos com o primeiro cd - "No ar cheiro de matança" - nas mãos e vamos começar a despachar para o país inteiro. Buscar festivais e shows pelo país. Além disso, estou na pilha de gravar logo um outro Cd, aproveitar que estamos com uma formação super criativa e empolgante. Para o site os projetos são de melhoria de estrutura mesmo, fazer o site ser melhor para quem visita, porque ele está meio largado, assumo. Com isso gerar mais apoio para quem produz rock porque o benefício maior que o site pode gerar é esse. Servir de ponte, de contato. E ainda tem para esse ano a idéia de lançar um livro de contos - "Os gritos do Inimigo" - para desovar quase 400 páginas de literatura mal feita que eu venho produzindo nos últimos anos. Vou começar a largar alguns desses contos no site inimigo para ir alimentando alguma curiosidade, quem sabe? Mas o principal projeto é brincar muito com meus tubarõezinhos e amar demais. O resto é o que virá!

Um comentário:

SANDOVAL NETO disse...

só faltou o MYSPACE do shakemakers, né?

www.myspace.com/shakemakers