sexta-feira, 24 de julho de 2009

CLEMENTE TADEU NASCIMENTO: ALÉM DO PUNK


Clemente Tadeu Nascimento é além de vocalista e guitarrista da clássica banda Inocentes (http://www.myspace.com/inocentes). Ele também é guitarrista e um dos vocalistas da Plebe Rude (http://www.myspace.com/pleberudeoficial), e diretor artístico do site showlivre (www.showlivre.com). Nessa entrevista, Clemente mostra o seu ponto de vista sobre a atual música independente nacional, entre outros assuntos. Veja o clipe da música "Pânico em SP", no final da entrevista.
Como você analisa a música independente brasileira atual?

Poxa a cena independente nunca foi tão independente e tão diversa e organizada como hoje em dia, e olhe que falta muito para ser uma indústria alternativa, mas estamos indo nessa direção a passos largos. Os festivais se proliferam, as produções são bacanas, as bandas são boas, acho que temos um futuro promissor.

Quais são as principais diferenças da década de 80, quando os Inocentes, para a década 00? Tanto na produção de CDs quanto na produção de festivais?

Hoje é muito, mas muito mais fácil produzir um disco independente, na década de 80 era muito caro, por isso sempre se recorria as grandes gravadoras. Pra você ser independente tinha que ter um investidor, no caso um selo que aceitasse bancar tudo, isso sem falar na distribuição que era impossível de se fazer sozinho.
Já os festivais se proliferaram, os punks começaram com esse formato de festivais não competitivos na década de 80, o maior foi o “Começo do Fim do Mundo” no SESC Pompéia em 1982, de lá pra cá eles foram mudando se profissionalizando e se diversificando. Hoje tem de tudo nos festivais até bandas punks, hoje existe apoio das secretárias de cultura, que entendem que os festivais são um bom celeiro de bandas.

Atualmente, o portal Showlivre.com é um excelente meio de divulgação para as bandas independentes. Como funciona essa organização?

Nossa proposta é não nos restringirmos a nenhum estilo ou tendência, é um espaço aberto para a boa música do planeta, se for legal vai estar aqui. Na verdade agora estamos mais para produtora com direcionamento artístico do que um portal, propriamente dito, hoje produzimos para o IG.

Quais serão os próximos passos da banda Inocentes?

Temos que terminar o “Cemitério de Automóveis” nosso CD de inéditas que já está virando um “Chinese Democracy”. Hahahahaha. Temos que terminar uma coletânea para o mercado internacional que vai sair no Chile, Portugal, Espanha e Argentina.


video

Nenhum comentário: